O Tricô nos Dias de Hoje


Apesar de ter sido ultrapassada por processos mecânicos e industriais, a verdade é que o tricô manual voltou a estar na moda, ora como passatempo, ora como pequeno negócio. Como afirma Joanne Turney no livro “The Culture of Knitting”, existem cada vez mais pessoas que optam por comprar peças únicas e exclusivas tricotadas por um profissional, que podem mesmo atingir valores avultados quanto maior for a técnica e a originalidade. Não existem limites para a imaginação, a arte de tricotar está aperfeiçoada e existem inúmeros tipos de fios e cores que permitem a criação de peças originais e criativas.

O tricô é praticado por lazer ou paixão e já não representa um meio de subsistência, embora possa constituir um lucro extra, pois, tal como na Idade Média, há quem o faça para uso pessoal mas também para venda.

Nas décadas de 60 e 70 do século XX usar peças de tricô era estar na moda e nos dias de hoje não é exceção. Desde as lojas de fast fashion às marcas de moda mais luxuosas, hoje não faltam peças tricotadas em todas as suas coleções, até porque o tricô está efetivamente na moda!